21 de julho de 2011

Começar a advogar atendendo clientes da Assistência? + Exame da OAB é diferente de Concurso!

Caros leitores,


Eu sei que o assunto da vez é a anulação de questões na primeira fase do Exame de Ordem 2011.1. Contudo, minha postagem está focada no futuro do bacharel, após sua aprovação no Exame de Ordem.


1 - Sempre depois de um tempo os ex-alunos formados no Curso de Direito do Centro UNISAL Lorena retomam o contato com algumas dúvidas ou soluções.


Hoje, depois de férias merecidas nas cidades históricas de São João del Rei, Tiradentes, Marina e Ouro Preto MG (veja foto abaixo) retomei meus emails e encontrei dois contatos interessantes.

Foto Luis Chacon. São João Del Rei MG. 2011.
O primeiro de ex-aluno que, aprovado na OAB, recebeu sua carteirinha e me perguntou: "Professor, considerando sua atuação na advocacia, você acha que eu devo me inscrever no Convênio da OAB SP com a Defensoria Pública e começar a advocacia por aí, ou devo me concentrar desde já em clientes próprios?". Essa é uma dúvida frequente!


O segundo contato, de uma ex-aluna que contente mencionava que foi aprovada na primeira fase do Exame 2011.1, com 63 pontos, e dizia toda feliz: "Agora eu sei que realmente o exame é uma corrida sem competição, onde o aluno deve individualmente se superar".


Agora, o que podemos dizer para estes dois ex-alunos? Primeiro, que continuamos com eles, uma vez professor sempre professor. Segundo, que as duas perguntas exigem uma resposta centrada numa única palavra: foco.


2 - Veja que o jovem advogado que pretende atuar como profissional liberal, abrir seu próprio escritório, naturalmente, pelo menos no Estado de São Paulo, terá a dúvida acima mencionada. Afinal, inscrever-se ou não para atuar pela "assistência gratuita"? Fato é que muita coisa boa pode se extrair de tal experiência, principalmente, por que não se trata de mera experiência profissional, mas experiência pessoal, de crescimento e amadurecimento. Lembrando que uma pessoa mais experiente certamente é um profissional mais experiente.


Portanto, como experiência profissional o recém formado poderá atuar em casos simples, mas não menos especiais, dos clientes da "assistência" e a partir disso iniciar sua carreira e sua experiência profissional.


Seu nome circulará no Fórum, circulará na cidade, ele aprenderá tarefas simples, como controlar prazos e, principalmente, tarefas mais complexas como atender o cliente, deduzir suas pretensões da consulta inicial, solicitar documentos, pensar na estratégia processual etc.


A riqueza de informações e aprendizado que isso propicia vale muito mais que qualquer honorário advocatício pago pelo Estado, por menor, ou maior, que seja.


Mas, além do aprendizado profissional, o crescimento pessoal é estupendo. Os importantes clientes da "assistência" nos mostram a relevância social da função exercida pelos advogados, que precisam compreender que não são os honorários que aumentam ou diminuem os direitos dos clientes.


Ricos ou pobres, clientes são clientes e direitos são direitos, devendo o profissional compreender que acima de sua própria atuação profissional fala a Ética e a Justiça, sempre.


Portanto, ao advogado recém formado, se você tem tempo para dedicar aos importantes clientes da "assistência" faça isso com foco: retire o máximo de aprendizado profissional e pessoal dessa experiência.


Atenda e proteja tal cliente, como se fosse seu melhor cliente, pois todos devem se assim tratados!


3 - A bacharel recém aprovada na primeira fase que me enviou o email, salvo engano, havia sido reprovada nos exames anteriores (na segunda fase do 2010.2 e na primeira fase do 2010.3). Agora, aprovada na primeira fase novamente, ela se dedicará aos estudos da prática tributária, eleita como matéria para a segunda fase.


Mas, o discurso dela realmente é importante: o Exame da OAB, como o próprio nome diz, não é um Concurso. No concurso, candidatos concorrem. No Exame, bacharéis são avaliados. Isso mostra que estar preparado para o Exame é ter foco no seguinte verbo: estudar. A aprovação não cai do céu. O Exame é difícil. 


Os cursinhos estão cheios de dicas sobre como estudar, portanto, pense efetivamente em criar um planejamento do seu estudo. Depois de planejado, execute o plano! No dia da prova o lado emocional conta e muito, pois é o que prevalece. Não basta a concentração máxima nos estudos sem que o equilíbrio emocional propicie ao aluno que faça uma boa prova.


É preciso combinar o seguinte tripé: plano de estudo - execução do plano de estudo - controle emocional. Mas, a base de tudo é o controle emocional, que só se mantém firme se você estiver certo que está indo para o lugar certo (como planejado e executando o planejado). Uma coisa alimenta a outra!


Por enquanto é isso pessoal! Tenham foco! Definam o que pretendem e concentrem seus esforços! Tudo se alcança, mesmo que tudo comece com um simples sonho! Então, sonhe!


Grande abraço,

Advocacia Hoje Luis Fernando Rabelo Chacon www.cmo.adv.br

5 comentários:

  1. olá achei bem interessante seu blog
    irei participar concerteza
    gostaria de te convidar a participar do meu tambem
    segue o link
    http://dataged.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Falou tudo! é isso mesmo! Obrigada pelos conselhos valiosos de sempre.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá,Dr.Chacon tudo nesta vida é sempre uma nova experiência vivida, sua idéia veio para somar, Parabéns!!! Luciana Moreira.

    ResponderExcluir
  4. Alvaro Gomes Junior26 de janeiro de 2012 19:04

    Chacon, obrigado pela força... Fiz minha inscrição como advogado ontem... Vou me inscrever no convênio na próxima lista (acho que é em outubro).

    Mas ainda tenho dúvidas e mais dúvidas quanto ao começo... Procuro um amigo pra abrir um escritório? Ou seria melhor procurar alguém com mais experiência para trabalhar como advogado empregado? Distribuir currículos?
    To perdidão... O senhor bem sabe que sempre fiz estágio em órgãos públicos e que meu foco é o MP. Mas para isso tenho que começar o período de atividade jurídca.
    Por isso, não bem como começar... =P
    Uma luz?

    Abração Chacon :)

    ResponderExcluir
  5. gostei muito do seu blog, e ainda não tenho experiência nenhuma.
    alias esse é meu primeiro ano na faculdade no curso de Direito.
    mas como sempre fui esforçado, antes mesmo de tudo já estou estudando o que eu nem vi ainda na faculdade. E TENHO PLENA CERTEZA QUE EU VOU PASSAR NA OAB ANTES MESMO DE TERMINAR A FACULDADE.

    ResponderExcluir

Leitor, por favor, identifique-se!